Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Erotismos - Luzes da Cidade

01.11.22, MM
  "Quero que conheças um lugar".  É desta forma que te convenço a irmos a um sitio carregado de magia e encantamento. Saímos do carro, caminhamos um pouco por um caminho ermo e subimos à fraga mais alta que conseguimos. No horizonte, a vista é simplesmente deslumbrante, somente ofuscada pelo teu hipnotizante sorriso, no qual eu me perco maravilhado, tal qual um adolescente diante do seu primeiro amor. A noite está quente, abafada, silenciosa. Por cima de nós não há estrelas (...)

Procura-me

19.10.22, MM
Procura-me nas noites frias que se fizeram outonais Por entre as folhas que caem desamparadas No cheiro das castanhas embrulhadas em jornais Sob as ruas despidas em lágrimas derramadas   Procura-me na sofreguidão do momento Quando o chão fugir e o teu mundo desabar Esperanças renascidas trazidas pelo vento Sentimentos puros versando o verbo amar   Procura-me por entre as estrelas cadentes Desejos perdidos em sorrisos encantados Vivências sonhadas em volúpias ardentes Prazeres (...)

Lua

09.09.22, MM
Hoje queria-te assim, nua De alma despida, enfeitiçada pela lua Caminhando passo a passo sobre finas areias Até  mim Mergulhando no mar dos meus lençóis Lentamente, libidinosamente, emaranhada nas minhas teias Toques suaves em carícias de cetim  Atração,  sedução,  corpo ardendo de paixão Ofegante respiração, tesão  Eloquências,  turbulências  Orgásmicas luminescências Êxtase total Recriação animal   Hoje queria-te assim, nua Poderosa Artemisa, dona da lua Sens (...)

casual

11.08.22, MM
Deleitam-se em mim desejos ardentes Percorrendo ofegante trilhos carnais Anseios escritos em estrelas cadentes  Delírios eróticos em encontros casuais   Suaves toques despertando volúpias Átomos de paixão colidindo com cometas Explosões orgásmicas e tu já só gemias Vias lácteas de prazer envoltas em borboletas   Abraça-me, agarra-me, deseja-me Abraço-te, agarro-te, desejo-te Pela frente, por trás, tanto faz Fusão corporal no leito proibido Mais um toque e desvendo-te o (...)

No meu colo

24.07.22, MM
  Senta-te no meu colo e diz que me desejas Beijo-te o pescoço enquanto latejas Viaja no meu corpo sei que o almejas Vendo-te os olhos, não quero me me vejas   Imagina, a minha mão na tua “menina” Dedos atrevidos em movimentos circulares Universo de sentidos em prazeres lunares Respiração ofegante, calor sufocante Roupa perdida, alma despida Desejo carnal, volúpia magistral E mais um beijo numa dança sensual   Não te quero desse jeito, põe-te assim, de costas para mim! Que (...)