Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Erotismos - Desejos

11.12.22, MM
Devolvo a inocência aos tempos imemoriais Liberto as correntes de consciências sentimentais Hoje quero sentir o desejo que arde dentro de mim Pecados carnais perdidos em jogos de sedução Corpo a vibrar em estradas de prazer Eloquências emaranhadas no íntimo da paixão Sentir o meu corpo no teu, que tesão Dedilhar a tua espinha dorsal até ao centro do teu prazer Levar-te à lua Fazer-te gemer, ver-te enlouquecer Pele arrepiada, sentinela arrebitada De sentir o meu prazer duro De em (...)

Erotismos - Luzes da Cidade

01.11.22, MM
  "Quero que conheças um lugar".  É desta forma que te convenço a irmos a um sitio carregado de magia e encantamento. Saímos do carro, caminhamos um pouco por um caminho ermo e subimos à fraga mais alta que conseguimos. No horizonte, a vista é simplesmente deslumbrante, somente ofuscada pelo teu hipnotizante sorriso, no qual eu me perco maravilhado, tal qual um adolescente diante do seu primeiro amor. A noite está quente, abafada, silenciosa. Por cima de nós não há estrelas (...)

Erotismos

16.09.22, MM
Será que me amas no silêncio da noite Por entre pensamentos divagantes Lusco-fusco no trilho dos amantes Onde cobres o teu corpo desnudado Com um majestoso manto feito de estrelas Suaves toques no teu segredo sagrado Onde até as princesas singelas  Cometem o seu íntimo pecado   Será que me amas no silêncio da noite Quando a lua ilumina o teu corpo desnudado Desejos proibidos ousando a emancipação Sentimentos aprisionados no coração Ansiando a libertação Procurando a satisfação Atr (...)

Lua II

10.09.22, MM
Observo a lua que me guia na escuridão  E nos passos que dou, levo-te no meu pensamento  Penso em mim, penso em ti, penso em nós  Suaves melodias que guardo no coração Numa pauta escrita de sinceros sentimentos Caixa de música onde dançamos os dois a sós    Deambulo por entre os escombros da solidão Os mesmos escombros onde gostava de consumar esta paixão  De mãos dadas observando o luar E eu hipnotizado no teu olhar Desejos reprimidos que não consigo exprimir Dos teus (...)

Lua

09.09.22, MM
Hoje queria-te assim, nua De alma despida, enfeitiçada pela lua Caminhando passo a passo sobre finas areias Até  mim Mergulhando no mar dos meus lençóis Lentamente, libidinosamente, emaranhada nas minhas teias Toques suaves em carícias de cetim  Atração,  sedução,  corpo ardendo de paixão Ofegante respiração, tesão  Eloquências,  turbulências  Orgásmicas luminescências Êxtase total Recriação animal   Hoje queria-te assim, nua Poderosa Artemisa, dona da lua Sens (...)

No meu colo

24.07.22, MM
  Senta-te no meu colo e diz que me desejas Beijo-te o pescoço enquanto latejas Viaja no meu corpo sei que o almejas Vendo-te os olhos, não quero me me vejas   Imagina, a minha mão na tua “menina” Dedos atrevidos em movimentos circulares Universo de sentidos em prazeres lunares Respiração ofegante, calor sufocante Roupa perdida, alma despida Desejo carnal, volúpia magistral E mais um beijo numa dança sensual   Não te quero desse jeito, põe-te assim, de costas para mim! Que (...)

Um amor assim

25.04.22, MM
Amor que cruzas oceanos de paixão  Sentimentos perfumados em papoilas delirantes Escovação borboletas do estômago ao coração  E então? Qual é o mal de sentir estrelas cintilantes Halos luminosos carregados de sensualidade Nebulosas curiosas transportando átomos de paixão Percorrendo corpos celeste em jogos de sedução E no rasto de um cometa, eterniza-se a saudade   Amor que transformas palavras em poesia Sons estridentes em suaves melodias Que heresia! Exclamam os supostos (...)

Espera

14.04.22, MM
Regresso novamente aos silêncios da noite Onde sei que me esperas, debruçada, deleitada  Segredos perpetuados nos lençóis imaculados Carícias ternas embaladas num doce adormecer Em corpos ardentes fundidos num único ser De amor, de paixão Abraços apertados sentindo o coração Palpitações e arritmias de desejo Lábios secos querendo ser molhados  Pela eloquência ardente de um beijo   Regresso todas as noites ao mundo encantado São sonhos e mais sonhos no meu manto imaculado Si (...)

E se o amor...

21.02.22, MM
E se amor fosse como pedacinhos de chocolate Pedaços finos carregados de essência Delicadeza estonteante que no coração bate Singelos prazeres escondidos na eloquência   E se o amor fosse como pedacinhos de chocolate Degustando na doçura o verbo amar Momentos de prazer partilhados em noites ao luar Despindo em cada camada segredos por desvendar Revelando nos lábios o sabor da paixão Sonhos proibidos divagando na imaginação De mais um pouco  Até ficar louco Em loucuras de (...)