Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Esquecimento

15.05.22, MM
Fiquei esquecido nas memórias do esquecimento Em claustros sombrios numa alma dormente Labirintos anestesiados com o meu tormento E por ali vagueio, solitariamente Um dejavu, uma quimera Inverno que nunca será Primavera  Memória austera Que ninguém quer lembrar, esquecer Lembrança penada que teima em não desaparecer   Fiquei esquecido na memória do esquecimento Partículas fragmentadas lançadas ao vento Aguardando a chegada do nosso tempo Que nunca aconteceu, esmoreceu E perdido (...)

Um amor assim

25.04.22, MM
Amor que cruzas oceanos de paixão  Sentimentos perfumados em papoilas delirantes Escovação borboletas do estômago ao coração  E então? Qual é o mal de sentir estrelas cintilantes Halos luminosos carregados de sensualidade Nebulosas curiosas transportando átomos de paixão Percorrendo corpos celeste em jogos de sedução E no rasto de um cometa, eterniza-se a saudade   Amor que transformas palavras em poesia Sons estridentes em suaves melodias Que heresia! Exclamam os supostos (...)

Recomeçar

18.04.22, MM
Ficamos presos ao quotidiano Conformados com um destino há muito traçado  Acreditando piamente que tudo estava destinado… Destinado? Que engraçado! Logo que não fico conformado   Tento libertar-me do sonambulismo melancólico Que me corrói a alma dormente Pensamentos abstratos roçando o caótico Paralisando a minha mente, que mente Sorrateiramente Mas a mim não me engana, é insana Sou dono de mim, do meu destino Livre arbítrio carregado de possibilidades De novas oportunidades Timonei (...)

Espera

14.04.22, MM
Regresso novamente aos silêncios da noite Onde sei que me esperas, debruçada, deleitada  Segredos perpetuados nos lençóis imaculados Carícias ternas embaladas num doce adormecer Em corpos ardentes fundidos num único ser De amor, de paixão Abraços apertados sentindo o coração Palpitações e arritmias de desejo Lábios secos querendo ser molhados  Pela eloquência ardente de um beijo   Regresso todas as noites ao mundo encantado São sonhos e mais sonhos no meu manto imaculado Si (...)

Ela é prosa, eu sou poesia

03.04.22, MM
Ela é prosa Escrita entrelaçada numa pauta melodiosa Mundos imaginários, coisas do coração Enredos que ganham vida de forma harmoniosa Animismos ou personificação Paradoxos sem comparação Narrativas vividas no desconhecido Talvez do além E eu deslumbrado como ninguém Ela domina a arte Eu, pareço que venho de Marte Ela é prosa Eu sou poesia Brisa do mar onde tudo é fantasia Palavras tontas com que tento rimar Delineando sentimentos que não consigo ocultar Em estado puro, (...)

Primavera, poesia e esperança

29.03.22, MM
E se o mundo da primavera fizesse esperança  E o sonido das armas fosse o riso de uma criança E se as palavras proferidas fossem apenas poesia Escrita nas entrelinhas nas ordens demandadas Canhões mágicos disparando apenas fantasia Corações atingidos por balas extravasadas Feitas de amor e alegria   E se o perfume da primavera chegasses aos corações Inércias de quem mata desconhecendo as razões Vidas desfeitas, almas imperfeitas Obscurantismo, sonambulismo, fanatismo E onde (...)

Incerteza

27.03.22, MM
Espreitava o telemóvel a cada momento E a tua imagem não me saía do pensamento Caixa vazia sem nenhuma notificação  Tentando perceber a verdadeira razão   O meu dia ia esmorecendo pouco a pouco E ao anoitecer já me sentia quase um louco Como seria possível teres-te esquecido de mim Dos nossos passeios pelo jardim Onde sonhava com o teu beijo envolvido em lençóis de cetim   Será que tudo foi minha ilusão  Traição perpetuada pelo meu coração  Será que sentia este amor (...)

Envelhecer

26.03.22, MM
Vejo o tempo a passar por mim Linha temporal aproximando-me do fim… Fim??? Qual fim?  Se renasço a cada a cada madrugada  Histórias de vida tatuadas na minha pele enrugada  Forjadas em lágrimas, suor e sofrimento Batalhas épicas perdidas no esquecimento Mas não esmoreço, persisto, insisto Mais um dia, mais um ano, mais uma vida E mesmo que a luta pareça perdida Renasço tal qual fénix das cinzas ardentes Sou dono de sonhos eloquentes De amor e paixão De amizade e saudade Li (...)

Queria-te assim

16.03.22, MM
Queria-te assim, menina mulher Divagando no meu pensamento Desejo proibido no meu corpo sedento E eu, dentro de ti, mostrando-te o meu sentimento Quente, ardente, eloquente Penetrado num abraço profundo Perdido em carícias que ouso contigo partilhar Levar-te a lua, mostrar-te o meu mundo Fantasias que só contigo quero realizar   Queria-te assim, menina mulher  De olhos nos olhos nos olhos, abençoados pelo luar  Corpo no corpo, versando o verbo amar Dois corações ritmados no mesmo (...)

Caminhar

06.03.22, MM
  Não insisto mais na ânsia de te procurar Segue o teu caminho, a vida faz-se a caminhar Também eu caminharei, sozinho Mas no coração, sempre te guardarei com carinho   Letras solução dentro de mim Palavras que mal consigo pronunciar São sentimentos aflitos, escondidos Frases esborratadas num qualquer banco do jardim Que nem o tempo consegue apagar E eu aqui, assim Perdido em volúpias de um toque ausente Lua minguante que nunca será crescente Sílabas que nunca (...)