Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Sonho

21.01.23, MM
Perco-me na tua beleza que me prende o olhar Vaga-lumes cintilantes que me deixam aluado, suspirado E eu, só queria estar ao teu lado   Moves-te no meu pensamento sensualmente  E eu observo-te maravilhado feito menino adolescente Enfrentando timidamente o seu primeiro amor Ai que calor!   Tento disfarçar o indisfarçável Palpitações alucinantes em batimentos estonteantes E eu hipnotizado com o teu sorriso Vagueio sem saber onde tenho o juízo   Viajo pelos teus cabelos esvoaçantes Fei (...)

Floresta encantada

18.01.23, MM
  Ouso percorrer os trilhos da floresta encantada em busca da minha musa de inspiração. Ouço o palrar dos pássaros que cochicham sobre histórias de velhas alcoviteiras e dos velhos do Restelo, que infelizes com os seus amores, amaldiçoaram e profanaram aquele lugar, e todos aqueles que acreditam no verdadeiro amor. Mas a floresta encantada é um lugar sagrado, protegido por árvores centenárias conhecedoras dos segredos universais, braços estendidos que se abraçam em plena (...)

Entre estações

14.01.23, MM
Não me procures nos dias frios de inverno Se em ti não houver chama que eu possa acender Nem dos dias quentes de verão Se o meu toque não fizer a tua pele arrepiar Procura-me quando a minha saudade em ti bater Sufocos ritmados de um coração a palpitar Na ânsia urgente dos meus lábios beijar   Não me procures na ilusão das quentes cores outonais Nem nas sedutores tardes primaveris  Onde os passarinhos cochicham coisas banais E as minhas poesias são apenas palavras triviais Pro (...)

Musa de inspiração

08.01.23, MM
A minha poesia já não flui Os meus versos não querem rimar Pareço uma sombra do que um dia já fui Procurando uma musa que me faça inspirar Mas teimo, renasço e volto a acreditar Perdido em melodias de encantar Que me façam esquecer a dor Voltar a acreditar no amor Trilhando de mãos dadas os campos floridos Envolvidos em contos de fadas adormecidos Eu príncipe, tu Cinderela Fiona e  Shrek Que importa, que interessa E no meu sorriso, quero apenas lembrar-me do quanto és bela   (...)

Metaforas

31.12.22, MM
Dizem que as minhas poesias são metáforas Balas disparadas em qualquer direção Palavras vadias perdidas em anáforas Mas o que é que sabem eles das coisas do coração   Escrevo sentimentos que me fluem da alma Melodias de desejos perdidos numa noite de luar Mas calma Que é assim que eu te quero Perder-me no teu beijo sincero Demorado, apaixonado Conjunções retiradas da tua respiração ofegante Que pedante! Dizem as alforrecas de quintal Que apenas sabem dizer mal Mas “os (...)

Renascer

22.12.22, MM
  E do silêncio se fez grito quando a minha alma se dilacerou Tormentos sofridos em prantos de traição Sentimentos enterrados escondendo a solidão Sonho encantado que um dia se desmoronou Mas a vida continuou   Bati de frente com um novo amor Frio na barriga, borboletas a esvoaçar Noites inteiras imaginando um novo luar Pétalas perfumadas de uma nova flor  Mas foi apenas um sonho de encantar   Renasci em amores do antigamente Químicas e físicas explodindo de prazer Memórias (...)

Erotismos - Desejos

11.12.22, MM
Devolvo a inocência aos tempos imemoriais Liberto as correntes de consciências sentimentais Hoje quero sentir o desejo que arde dentro de mim Pecados carnais perdidos em jogos de sedução Corpo a vibrar em estradas de prazer Eloquências emaranhadas no íntimo da paixão Sentir o meu corpo no teu, que tesão Dedilhar a tua espinha dorsal até ao centro do teu prazer Levar-te à lua Fazer-te gemer, ver-te enlouquecer Pele arrepiada, sentinela arrebitada De sentir o meu prazer duro De em (...)

Simples amigo

20.11.22, MM
Há histórias que um dia ficaram por contar Desejos de beijos que não chegaram a acontecer Sentimentos enclausurados por revelar Esperanças renovadas num novo amanhecer   Deixa o manto da noite te aconchegar Sonhos que o coração deseja viver Embriagados no néctar dos deuses Embalados em melodias de encantar Relaxa, vou-te preparar o jantar Luz das velas, lareira acesa É hora de brindar Corpos entrelaçados neste sentimento Eloquências de quem quer amar De alma, de coração Viver (...)

Procura-me

19.10.22, MM
Procura-me nas noites frias que se fizeram outonais Por entre as folhas que caem desamparadas No cheiro das castanhas embrulhadas em jornais Sob as ruas despidas em lágrimas derramadas   Procura-me na sofreguidão do momento Quando o chão fugir e o teu mundo desabar Esperanças renascidas trazidas pelo vento Sentimentos puros versando o verbo amar   Procura-me por entre as estrelas cadentes Desejos perdidos em sorrisos encantados Vivências sonhadas em volúpias ardentes Prazeres (...)

Quem és tu

09.10.22, MM
Quem és tu que me enlouqueces Em paradoxos que faz a minha alma serenar Segredos ocultos que tão bem conheces Ou pareces conhecer Melodias escritas nas ondas do mar Cruzando o meu encantamento  Lugar aprazível que desejo permanecer  No teu colo, no teu abraço, no teu ser   Quem és tu que espalhas o perfume Sedução hipnótica de papoilas delirantes  Calmaria envolta em densa maresia Corpos à deriva em desejos estonteantes Que me fazem renascer Em ti Sentimentos puros que nunca senti