Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Palavras perdidas

01.04.24, MM
Escrevo nas entrelinhas da alma Sentimentos oriundos do coração E como um bom vinho que se degusta com calma Doo o corpo à liberdade Serenidade, libidinosidade Aromas despertados ao sabor da paixão Numa noite ao luar Numa cama feita de areia do mar   Deixo fluir a tinta em papiros encantados Sílabas estonteantes em corpos enfeitiçados Eloquências perdidas no teu terno olhar Que um dia me fez encantar Sonho adormecido perdido no teu sorriso Fazendo a minha pele arrepiar E no meu (...)

A sós

15.07.23, MM
Há uma linha ténue que me separa de ti De mim, de nós E eu só queria estar contigo, a sós Sob o feitiço da hipnotizante lua Bela, brilhante, incandescente Serena, eloquente Extasiada num espírito dormente Mas eu já só consigo imaginar-te nua De alma, pois claro Porquê do corpo, quero o desejo De me perder no teu beijo Que arde em mim Assim Luminescências que no sangue fervilham Secretos pensamentos alucinantes Carícias com efeito anestesiante Para a alma, pois claro Que no (...)

Não me procures

28.04.23, MM
Não me procures na decência que quem perdeu a essência de quer amar Somos retalhos perdidos, barcos tingidos a fugir das ondas do mar Silêncios profundos ecoados na densa maresia e quem diria Que me afundei nas areias movediças que tatuavam o teu nome no meu coração E eu sem noção, fui perdendo o chão   Não me procures nas histórias escritas nas entrelinhas das águas salgadas Refluxos que em redemoinhos apagaram nossos pergaminhos Quadros pintados em tons de pastel Menina (...)