Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

A sós

15.07.23, MM
Há uma linha ténue que me separa de ti De mim, de nós E eu só queria estar contigo, a sós Sob o feitiço da hipnotizante lua Bela, brilhante, incandescente Serena, eloquente Extasiada num espírito dormente Mas eu já só consigo imaginar-te nua De alma, pois claro Porquê do corpo, quero o desejo De me perder no teu beijo Que arde em mim Assim Luminescências que no sangue fervilham Secretos pensamentos alucinantes Carícias com efeito anestesiante Para a alma, pois claro Que no (...)

Contratempo

03.07.23, MM
Percebes que haverá sempre um contratempo Para quem és apenas um passatempo  Que não sente em si a saudade Nem tão pouco a vontade De se perder nos teus braços De sentir no seu corpo os teus amassos   Serás sempre um contratempo Uma história que alguém nunca irá escrever Página em branco amarrotada em desculpas De quem nem tão pouco sente as culpas De saber que está a fazer sofrer   Vives na eterna desculpa do contratempo Do cansaço, do embaraço,  De quem passa o tempo a adiar (...)

Não me procures

28.04.23, MM
Não me procures na decência que quem perdeu a essência de quer amar Somos retalhos perdidos, barcos tingidos a fugir das ondas do mar Silêncios profundos ecoados na densa maresia e quem diria Que me afundei nas areias movediças que tatuavam o teu nome no meu coração E eu sem noção, fui perdendo o chão   Não me procures nas histórias escritas nas entrelinhas das águas salgadas Refluxos que em redemoinhos apagaram nossos pergaminhos Quadros pintados em tons de pastel Menina (...)

Erotismos - lábios com lábios

15.04.23, MM
Entrelaço os meus dedos nos teus dedos suados Língua desenlaçada na tua pele arrepiada Suave deslizar em segredos por desvendar Sangue que fervilha no coração em ardente paixão Que tentação! Deixar a alma do desejo vaguear sob o teu corpo desnudado E a lua? Sussurra-me que estás de alma nua Luz lunar desvendando os caminhos que devo traçar Trilhos percorridos em leviandade Contorcionismos ritmados na tua sensualidade   Lábios com lábios  Língua com língua Beijar, (...)

Primavera!

21.03.23, MM
Soam os rufos dos tambores celestiais  Abrem-se as alas aos ventos renascentes Brisas quentes trazendo coloridos ancestrais Brinda-se à chegada dos pássaros valentes   Frenesim de quem fecha os olhos e sente no coração Esperanças renascidas cultivadas na terra nua Noites amenas despertando a paixão Uivos ecoados honrando a sedutora lua   Alegram-se os dias, toldam-se as vontades Roupas caindo brindando à liberdade Brotam da terra aromas emaranhados em leviandades  Libertam-se (...)

Delírios eróticos

15.02.23, MM
Flutuo suavemente pelo inesperado Onde onde me envolvo na névoa imaginária Cenários feitos de nuvens de algodão Que sensação! Penetrar nos desejos de uma alma incendiária Consumida pelo fogo da paixão Vivências cometidas no pecado   Continuo mais um pouco no meu delírio hipnótico Perdido nas curvas imaginadas do teu corpo desnudado Olho o céu e já está aluado E eu completamente excitado De tanto querer o teu toque carinhoso Surfando nas ondas da minha pele arrepiada E eu (...)

Erotismos - Desejos

11.12.22, MM
Devolvo a inocência aos tempos imemoriais Liberto as correntes de consciências sentimentais Hoje quero sentir o desejo que arde dentro de mim Pecados carnais perdidos em jogos de sedução Corpo a vibrar em estradas de prazer Eloquências emaranhadas no íntimo da paixão Sentir o meu corpo no teu, que tesão Dedilhar a tua espinha dorsal até ao centro do teu prazer Levar-te à lua Fazer-te gemer, ver-te enlouquecer Pele arrepiada, sentinela arrebitada De sentir o meu prazer duro De em (...)

Erotismos

16.09.22, MM
Será que me amas no silêncio da noite Por entre pensamentos divagantes Lusco-fusco no trilho dos amantes Onde cobres o teu corpo desnudado Com um majestoso manto feito de estrelas Suaves toques no teu segredo sagrado Onde até as princesas singelas  Cometem o seu íntimo pecado   Será que me amas no silêncio da noite Quando a lua ilumina o teu corpo desnudado Desejos proibidos ousando a emancipação Sentimentos aprisionados no coração Ansiando a libertação Procurando a satisfação Atr (...)

Lua II

10.09.22, MM
Observo a lua que me guia na escuridão  E nos passos que dou, levo-te no meu pensamento  Penso em mim, penso em ti, penso em nós  Suaves melodias que guardo no coração Numa pauta escrita de sinceros sentimentos Caixa de música onde dançamos os dois a sós    Deambulo por entre os escombros da solidão Os mesmos escombros onde gostava de consumar esta paixão  De mãos dadas observando o luar E eu hipnotizado no teu olhar Desejos reprimidos que não consigo exprimir Dos teus (...)

Lua

09.09.22, MM
Hoje queria-te assim, nua De alma despida, enfeitiçada pela lua Caminhando passo a passo sobre finas areias Até  mim Mergulhando no mar dos meus lençóis Lentamente, libidinosamente, emaranhada nas minhas teias Toques suaves em carícias de cetim  Atração,  sedução,  corpo ardendo de paixão Ofegante respiração, tesão  Eloquências,  turbulências  Orgásmicas luminescências Êxtase total Recriação animal   Hoje queria-te assim, nua Poderosa Artemisa, dona da lua Sens (...)