Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Gostava...

30.05.21, MM
  Gostava de dizer que sou forte o suficiente Mas não sou… Gostava de dizer que não vou quebrar Mas eu sei que vou Gostava de ser sempre luz luminescente Mas também eu me apago Gostava de seguir em frente sem chorar Mas no choro me afago   Gostava de te iluminar com a minha presença  E que estar longe de ti não fosse a minha sentença  Gostava de te oferecer flores de todas as cores De cuidar de ti e dos teus amores  E no calor da noite fazermos amor Gostava de te preparar um jantar (...)

De tanto de mim que dei

10.04.21, MM
    De tanto de mim que dei A quem por mim passou  De alma e coração me entreguei E do que trouxe pouco restou   De tanto de mim que dei A quem nunca tive coragem  Deste singelo poema declamar Mas tu partiste e eu simplesmente fiquei Olhando-te como uma miragem Ao invés de correr para ti e me declarar   De tanto de mim que dei A quem não soube aproveitar Mas juntei todas as peças do coração Num amor que em mim cresceu Neste lindo sentimento que agora é só teu No desejo (...)

Em ti renascer

08.04.21, MM
Houve um tempo em que era mar Altivo, soberbo, majestoso Força da natureza, virtuoso Sedutor, charmoso Hoje sou maresia Serenidade e poesia Envolto na minha própria fantasia   Talvez seja poeira Pólen de flores em esquecimento Paradas no tempo, perdidas no momento Em que de mim fugiste, partiste Talvez seja fumaça de uma fogueira extinta Velho comboio que já não tilinta Uma moldura de um quadro já sem tinta   Mas onde estou eu no teu pensamento? Que lugar ocupo no teu coração  Sere (...)

Se alguém perguntar por mim

08.12.20, MM
  Se alguém perguntar por mim Diz apenas que talvez ande por aí Feito folha caída outonal  Esvoaçando livremente no temporal Talvez até possa andar molhado Talvez digam que fui contrariado Entre ventos rasgados ou perdido na lamaçal Mas não sei se estarei assim tão mal   Pouso em sorrisos ardentes Escondendo almas dormentes Corpos que se beijam  Em corações ausentes Olhos que brilham em pensamentos distantes Daqueles que desejavam ser amantes   Se perguntarem por mim Talvez (...)

Quem sou eu?

30.07.20, MM
Quem sou eu? Que faço aqui? O que pretendo?  Talvez pretenda apenas iludir a solidão, ou talvez simplesmente encontrar-me. No entanto, tenho em mim o secreto desejo que me encontres aqui, no meio do meu caos, entre pensamentos e palavras rimadas, numa encruzilhada de sentimentos secretos. Talvez queira apenas que saibas fiz este blog a pensar em ti. Ou talvez procure apenas a minha alma gémea... Sou feito de histórias, de memórias,  de viagens ainda por realizar... sou feito de (...)