Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Desde quando

28.07.22, MM
Desde quando é que tens medo Desde quando o nosso amor virou segredo Desde quando perdemos a inocência E os mais puros sentimentos viraram indecência   Desde quando achas que universo nos separou Se as nossas almas se continuam a amar Os deuses dizem que a nossa história ainda não acabou E nas estrelas está escrito que juntos vamos ficar   Desde quando deixei de fazer parte dos teus pensamentos E jogaste as nossas promessas de amor aos sete ventos Murmurávamos ao tempo que juntos (...)

O fim e o princípio

02.06.22, MM
Há assuntos complicados de falar, quer pela sua natureza, sensibilidade e repercussões. O divórcio significa quase sempre o fim de um percurso trilhado a dois, de projetos que um dia ficaram interrompidos abruptamente por uma ou ambas as partes, de sonhos que ficaram por realizar. Mas sempre tive consciência que são situações próprias da própria vida, de sentimentos que esmorecem, de trilhos que são traçados separadamente, de um conjunto por vezes extremamente complexo de (...)

Primavera, poesia e esperança

29.03.22, MM
E se o mundo da primavera fizesse esperança  E o sonido das armas fosse o riso de uma criança E se as palavras proferidas fossem apenas poesia Escrita nas entrelinhas nas ordens demandadas Canhões mágicos disparando apenas fantasia Corações atingidos por balas extravasadas Feitas de amor e alegria   E se o perfume da primavera chegasses aos corações Inércias de quem mata desconhecendo as razões Vidas desfeitas, almas imperfeitas Obscurantismo, sonambulismo, fanatismo E onde (...)

Passageiros

13.01.22, MM
Somos passageiros de um tempo que não passa Prisioneiros no tempo que por nós já passou Perdidos na escrita da nossa própria farsa Chorando tristemente por quem um dia nos abandonou   Contemplamos impávidos e serenos as marcas do rosto Lágrimas tatuadas por quem um dia partiu, que não ficou Mágoas amealhadas num coração em desgosto Frio gélido em pleno mês de agosto E eu aqui, agarrado ao ínfimo que me restou   Somos passageiros de um tempo que não passa Saindo a (...)

2022

01.01.22, MM
Amanheceu amena esta manhã que hoje triunfará  Rompendo no passado a escuridão imaculada Prelúdios de que no céu a claridade vingará Na esperança renascida de uma nova rota traçada   Tempos novos, novos tempos, tempos para sonhar Sair da zona de conforto e com toda a fé arriscar Velhos hábitos com ordem para abandonar  Enterrar, esquecer, aprender, libertar, voltar a amar   Novo dia, novo ano, olhar em frente Olhar nos olhos de toda a gente Dar de nós, dar de mim, ser feliz (...)

E se esta história...

28.11.21, MM
  E se esta história não tivesse era uma vez Não fosse de fadas, bruxas, príncipes ou princesas Sem castelos encantados nem impenetráveis fortalezas Sem casamentos imperiais ou encontros banais   E se fosse uma história que fugisse à sensatez Sem qualquer pudor, carregada de nudez do corpo, da alma, do coração Escrita em corpos de poetas, tatuadas por poetisas Traços marcantes sem linhas indecisas Sussurrando ao ouvido estrofes de linda canção   E se esta história fosse (...)

Palavras soltas

22.11.21, MM
Quero sentir a poesia a correr-me nas veias Fervilhando emoções enredadas nas suas teias Palavras renascidas das cinzas e no fogo forjadas Voando livremente em quadras não cruzadas E que importa se não rimar Que interessa se na métrica não ficar Eu só quero escrever palavras que façam endoidecer até adormecer Saboreá-las nos antros recônditos do prazer  Que façam sonhar, acreditar Que me façam voltar a amar...   Quero sentir-me embebido por doces palavras Embriagado nas (...)

Esperanças

14.11.21, MM
  Tudo o que eu queria era contigo estar Uma noite ao luar De mãos dadas e abraçar Perdido no teu olhar (Recomeçar...)   Mais um dia, mais um ano que passou e eu sem estar contigo Tanto que eu lutei para ser mais que um amigo Mas tu foste embora e eu fiquei de coração partido Na impossibilidade de vivermos este amor proibido   Regressei aos lugares que me fizeram apaixonar Sentimentos numa alma em chamas que agora tento serenar Mais uma volta, mais um pensamento do teu terno olhar Imaginári (...)

Sentimentos escondidos

24.06.21, MM
  Escrevia sem saber se me lias Agora que sei, não sei o que escrever Fico a olhar para a folha branca, vazia Embriagado em ternas lembranças De um coração carregado de esperanças Mas são apenas reflexos da minha propria apatia   Vou tentar escrever nas entrelinhas do amor Sentimentos escondidos nos veios de uma flor Serão apenas revelados na palma da mão A quem nas linhas da vida souber ler a minha sina De uma paixão escondida no coração   E no entanto, aqui estou eu a revelar-me (...)

Rio

06.06.21, MM
Rio… Que nos silêncios das tuas águas lês os meus pensamentos Que conheces os meus segredos e tormentos Que desnudas a minha alma dormente Sabedora do meu amor eloquente E no entanto Quando te pergunto, porquê? Remetes-te ao silêncio profundo Murmurando, conspirando, ignorando o meu mundo O meu sofrimento, o meu lamento.   As águas onde chorei já passaram Já vão distantes Retidas nas recordações dos amantes Em que apenas as memórias ficaram... Mas és rio, majestoso, corres (...)