Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Perdida na minha escrita

02.10.21, MM
Perdes-te nas entrelinhas da minha escrita Absorvendo carnalmente tudo que nela habita Demónios projetados da minha alma vagabunda  Que no teu íntimo penetram de forma profunda E tu, rendida, entregas-te voluptuosamente Aos braços de quem agarra firmemente   Letras que te tocam em tons silábicos  Melodias em palavras encantadas no teu ser Dedos mágicos provocando arrepios de prazer E tu, perdida,  Tentas fugir de um verso inacabado Mas não consegues, preferes viver o pecado Mais (...)

Espero-te às oito

19.09.21, MM
Espero-te às oito Mas queria-te de quatro E nas minhas fantasias Enlouquecia-te no meu quarto Olhar atrevido e tu nem fingias Que te desnudava sem cortesias Roupa espalhada numa noite aluada Corpos no cio à espera do coito Tu libertina e eu já todo afoito Quente, ardente, já excitada Toque eloquente, pele arrebitada Beijos, desejos, ensejos Nesta ânsia louca de te tocar Invadir, sentir, de em ti emergir Entrar e sair Assim, mais um pouco Deixa-me louco Que eu prometo levar-te a ver (...)

Jantar- Frango sentado (erotismo)

24.08.21, MM
  Tudo começou com um encontro ocasional naquele supermercado, onde outrora nos tinhas encontrado tantas outras vezes. Coincidências ou destino traçado, é algo que nunca iremos descobrir. No entanto, ali estavas tu, à minha frente, sorriso rasgado e de brilho nos olhos,  com um vestidinho curto de quem tinha vindo da praia ou talvez piscina, deixando-me automaticamente hipnotizado. Percebemos facilmente que ambos íamos comprar alguma coisa rápida para uma refeição solitária. (...)

O banho

29.07.21, MM
  Chego a casa quase moribundo, de semblante pesado, reflexo de um dia cansativo. O calor abrasador de fim de tarde sufoca o todo o meu corpo, todo o meu ser. Sinto uma necessidade urgente de sentir a água a cair em cima do meu corpo desnudado. Abro a torneira do chuveiro como quem abre a fonte da vida. Vou despindo a roupa colada ao corpo como quem despe a alma, peça a peça, lentamente, ao som harmonioso da água a cair, a chamar por mim, desejando percorrer o meu corpo suado, (...)

Nosso refúgio

27.07.21, MM
  ...estenderia o meu braço e dar-te ia a minha mão. Suave toque sobre a tua pele macia, quente, ardente. Fixaria os meus olhos nos teus, e no silêncio do olhar diria todas as palavras extraídas do fundo do meu coração, sem filtros, sem artimanhas, sem sintaxe ou verificação ortográfica. Desnudaria a minha alma, o meu ser, todo o vibrar do meu corpo extasiado com a tua presença, mostrar-te-ia o palpitar de um coração a fervilhar de amor, de desejo ardente por aquele beijo (...)

Um momento perdido

08.06.21, MM
  Só queria uma oportunidade Nem que fosse um momento perdido Eternizava esse momento Para que jamais fosse esquecido   Vagueava sob a tua pele nua Nesse momento perdido  E nesse momento perdido Levava-te até à lua Beijava-te de cima a baixo Voltando lentamente a subir Onde eloquentemente fazia-te sentir O prazer que no teu corpo eu encaixo Física quântica Frases asmáticas Química perfeita  Que na tua geografia encaixa  E mais um vai-vem Mais uma viagem à lua Êxtase meu de (...)

Envolver

09.05.21, MM
Deixa o amor ganhar asas, extravasar, correr-te na veias, Deixa o desejo possuir-te, emaranhar-se nas suas teias, Deixa-te envolver… sentir o sangue a fervilhar, a pele a arrepiar Deixa-te levar pelo deleite dos secretos desejos Toques ardentes, olhares penetrantes Volúpias perdidas em escaldantes beijos Libertados numa noite ao luar Qual loba misteriosa Amarrada nos seus íntimos segredos Esperando o momento certo para os despertar   Deixa acontecer o que tiver de ser Deixa o meu (...)

Pensão dos Amores

02.02.21, MM
Perdíamos-nos os dois em noites de loucuras Trocando carinhos embebidos em doçuras Segredos partilhados naquela esquecida pensão Secretamente escondida entre avenidas e vielas Onde desejos ardentes contidos numa tórrida paixão São pintados num quadro de escaldantes aguarelas   Desvendamos os segredos na nossa intimidade Desavergonhamos cicatrizes próprias da idade Sussurro sobre o teu corpo libidinosamente Percorrendo a tua delicada pele suavemente Nervosismos de sonhos adiados Ex (...)

Encontro . parte 1

24.01.21, MM
   Bom dia menina bonita! Por acaso estou a passar pela tua zona… podíamos beber aquele café que estamos sempre a adiar! Foi desta forma que arrisquei aquele encontro que à muito tempo ansiava. A minha timidez nem sempre deixou lugar para a coragem avançar e desta vez, com um pouco de malícia à mistura, decidi arriscar. Claro que não era fruto do acaso estar naquele lugar e muito menos aquela hora, e isso deixava-me ainda mais nervoso.   O palpitar do coração na ânsia de te (...)

Paixão devassa

02.12.20, MM
Acordo sobressaltado. Sempre o mesmo sonho recorrente que me deixa com a respiração ofegante,  extasiante. Fico desperto pensando em ti, a sentir aquele fulminante arrepio que me invade a derme, a epiderme, as entranhas, a alma. Fecho os olhos e deixo a respiração serenar, permitindo ao coração acalmar por breves instantes . Tenho a pele dos lábios seca, desidratada, quase dormente. Arrisco o suave passar língua muito ligeiramente tentando não despertar os mais ávidos  (...)