Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Dilemas e poemas

17.03.24, MM
Sou feito de poemas Retratos de uma vida passada Memórias à beira da autoestrada A ver a vida passar   O caminho está tão perto De me salvar da minha salvação Mas estou preso ao coração  De quem não sabe se há de ir ou ficar   E assim prossigo entre poemas Caminhos trilhados entre dilemas Sentimentos enclausurados há muito tempo Fragmentos de mim  Pensamentos envolvidos em lençois de cetim Fantasias que nunca passaram de um contratempo    Embriago-me em mais um poema Sí (...)

Ilusão

23.09.23, MM
Já não vejo o manto de estrelas que cobriam o céu Nem o por-do-sol que cobria o teu véu Desacreditei do amor, assim Folhas caídas num qualquer jardim Sem cor nem odor, carregadas de dor Da minha dor, do meu silêncio Mergulhado nas sombras do breu Que invadem a minha alma Nua, crua, sem essência Mera existência Perdida num qualquer lugar Sem versar o verbo amar   Já não vejo a primavera colorida Já não esvoaçam borboletas do meu estômago E eu sem âmago Vivo sem sentir o calor Ape (...)

Amor e saudade

15.02.23, MM
Está lindo o céu numa noite de tempestade Ventos ciclónicos trespassam o meu ser Que estranho prazer Não te ter e sentir a saudade De te ver De te querer Ao pé de mim Longe de mim Que confusão Que vai no meu coração Num fogo ardente Que não se vê, mas se sente Será paixão Papoilas hipnóticas criando ilusão De felicidade Que estranha sensação  Sentir borboletas a esvoaçar dentro de mim Flores silvestres surgindo no jardim Pássaros voando rumo à liberdade E eu aqui na saudade Que inferno!

Prisioneira de ti

10.01.23, MM
Vives prisioneira dos teus medos Das tuas angústias Do teu sofrer Acorrentada ao que não queres viver   Vives atormentada por erros do passado Vivências loucas num tempo acabado E hoje, a paixão é apenas uma ilusão E o amor? Miragem perpetuada na tua dor   Vives prisioneira de um corpo que não quer ser tocado No secreto desejo de ser libertado Ousadias, fantasias, noites em orgias Com o teu amado Que não podes ter Frustrações que te fazem sofrer   Vives prisioneira de um (...)

Deixar ir

04.12.22, MM
Naquele jardim há uma árvore, imponente, viçosa, como os seus ramos verdes, como se fossem longos braços estendidos, agradecendo ao sol pela dádiva da vida. Faz porto de abrigo para os passarinhos que ali cochicham animadamente, em rituais de sedução e de acasalamento. Faz sombra para os caminhantes que ali descansam antes de prosseguirem as suas jornadas. Mas é no aconchego da noite que é cúmplice e conhecedora dos mais íntimos segredos,  onde os amantes ali se encontram às (...)

Desde quando

28.07.22, MM
Desde quando é que tens medo Desde quando o nosso amor virou segredo Desde quando perdemos a inocência E os mais puros sentimentos viraram indecência   Desde quando achas que universo nos separou Se as nossas almas se continuam a amar Os deuses dizem que a nossa história ainda não acabou E nas estrelas está escrito que juntos vamos ficar   Desde quando deixei de fazer parte dos teus pensamentos E jogaste as nossas promessas de amor aos sete ventos Murmurávamos ao tempo que juntos (...)

Ânsias

08.09.21, MM
Embalo no choro amargo que me faz adormecer  Lágrimas derramadas numa cama de infelicidade Solidão, depressão, dor imensa no coração Desejos reprimidos que ouso fazer acontecer Embalados num sono profundo de ilusão E eu, apenas querendo acordar e viver Este amor que me avassala o coração   Embalo mais um pouco em soluços profundos Pregando aos deuses que ouçam as minhas preces Suplico ao universo para ao teu lado ter mais uns segundos E tu? apareces e desapareces E eu? fico na (...)

Amor ou amizade

16.08.21, MM
Por vezes a amizade vira amor Por vezes o amor vira amizade Como distinguir um e outro  Se ambos vivem da saudade?   Talvez as borboletas já não esvoacem E o frio na barriga desapareça Talvez os corações no ar se esfumacem Num amor condenado à nascença   Linha ténue e mal delineada Que no coração causa confusão Sentimentos que vivem na ansiedade Temendo acabar na solidão Às mãos da pessoa amada   Amor, amizade, dor, saudade Quem ama sente, dizem os eruditos Mas sente o quê? (...)