Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Casa na aldeia

02.02.23, MM
Um dia arranjarei uma casa na aldeia Com um alpendre com vista para o mar Chorarei na minha viola o meu amor por ti Versos sentidos de quem te quer amar   Um dia arranjarei uma casa na aldeia Com um baloiço com vista para a serra Serás rosa dos meus campos a florir Sementes brotando na abundante terra   Um dia arranjarei uma casa na aldeia Com uma sacada feita de lençóis de cetim Pecados cometidos em noites de luar Intimidades partilhadas do nosso jardim   Um dia arranjarei uma (...)

Primavera, poesia e esperança

29.03.22, MM
E se o mundo da primavera fizesse esperança  E o sonido das armas fosse o riso de uma criança E se as palavras proferidas fossem apenas poesia Escrita nas entrelinhas nas ordens demandadas Canhões mágicos disparando apenas fantasia Corações atingidos por balas extravasadas Feitas de amor e alegria   E se o perfume da primavera chegasses aos corações Inércias de quem mata desconhecendo as razões Vidas desfeitas, almas imperfeitas Obscurantismo, sonambulismo, fanatismo E onde (...)