Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Simples amigo

20.11.22, MM
Há histórias que um dia ficaram por contar Desejos de beijos que não chegaram a acontecer Sentimentos enclausurados por revelar Esperanças renovadas num novo amanhecer   Deixa o manto da noite te aconchegar Sonhos que o coração deseja viver Embriagados no néctar dos deuses Embalados em melodias de encantar Relaxa, vou-te preparar o jantar Luz das velas, lareira acesa É hora de brindar Corpos entrelaçados neste sentimento Eloquências de quem quer amar De alma, de coração Viver (...)

O coração e a razão

10.11.22, MM
  Habitam em mim sentimentos que não consigo decifrar Bichinhos carpinteiros cozinhando o meu destino Que desatino Palavras enredadas em teias que não consigo soletrar Nem sílabas, nem frases, nem noites ao luar Somente uma dor, um ardor Inexplicável, implacável  Que trespassa o âmago do meu ser Sem amanhecer, sem anoitecer E eu, só queria saber a razão Das gaivotas fugirem da tempestade Ai que saudades De sentir o coração ao vento Perdido no tempo Voando nas asas da liberdade Sentind (...)

Erotismos - Luzes da Cidade

01.11.22, MM
  "Quero que conheças um lugar".  É desta forma que te convenço a irmos a um sitio carregado de magia e encantamento. Saímos do carro, caminhamos um pouco por um caminho ermo e subimos à fraga mais alta que conseguimos. No horizonte, a vista é simplesmente deslumbrante, somente ofuscada pelo teu hipnotizante sorriso, no qual eu me perco maravilhado, tal qual um adolescente diante do seu primeiro amor. A noite está quente, abafada, silenciosa. Por cima de nós não há estrelas (...)

Procura-me

19.10.22, MM
Procura-me nas noites frias que se fizeram outonais Por entre as folhas que caem desamparadas No cheiro das castanhas embrulhadas em jornais Sob as ruas despidas em lágrimas derramadas   Procura-me na sofreguidão do momento Quando o chão fugir e o teu mundo desabar Esperanças renascidas trazidas pelo vento Sentimentos puros versando o verbo amar   Procura-me por entre as estrelas cadentes Desejos perdidos em sorrisos encantados Vivências sonhadas em volúpias ardentes Prazeres (...)

Rosas...

06.10.22, MM
Hoje não me vieste visitar Ao meu mundo feito de poemas Retratos de um coração moribundo Feito de dramas e dilemas Eu e tu,  Personagens fictícias eternizadas em cinemas  Num enredo que nem chegou a começar  Foram apenas rosas dos teus campos a florir Que um dia vi partir Sem sentir o teu perfume   Degusto o néctar dos deuses na minha alma afogada Dormências, evidências, clarividências Reflexos perdidos das tuas ausências  Em mim, na minha alma desmoronada Aguardando a tua (...)

Não me leias

25.09.22, MM
Não me leias nas entrelinhas Ondas sonoras provocando o vazio Enlaces escritos em  límpidas estrelinhas Futuro revelado nas areias do mar bravio   Não me leias quando o sol se deita E a noite surge da minha alma embriagada São desejos proibidos onde a língua se deleita Prazeres inconfessáveis na tua cama deitada   Não me leias na sina da minha mão são traços envoltos nas curvas da tua cintura Linhas projetadas dos lábios ao coração Fervilhando arrepios de paixão e ternura   (...)

Tempestade

14.09.22, MM
Chove torrencialmente Águas furiosas trazidas pelo vento Suposições nefastas assolam o meu pensamento Deuses irados lançando o veneno da serpente Que visão proeminente Caos instalado num vazio inusitado Apocalipse afogado num mar turbulento Ilusões de óptica perdidas em pecado  Mas o coração não mente São lágrimas de sofrimento, sem alento Ausências tuas no meu acordar Aguardando uma mensagem tua Que tarda em chegar Numa manhã sem sol, sem madrugada Nem pássaros a cantar A (...)

Lua II

10.09.22, MM
Observo a lua que me guia na escuridão  E nos passos que dou, levo-te no meu pensamento  Penso em mim, penso em ti, penso em nós  Suaves melodias que guardo no coração Numa pauta escrita de sinceros sentimentos Caixa de música onde dançamos os dois a sós    Deambulo por entre os escombros da solidão Os mesmos escombros onde gostava de consumar esta paixão  De mãos dadas observando o luar E eu hipnotizado no teu olhar Desejos reprimidos que não consigo exprimir Dos teus (...)

Ausência

22.08.22, MM
Escrevi os nossos nomes na areia E pedi ao mar para os levar Até ti, à tua presença Mas partiste para outro lugar Onde não te consigo encontrar E no abafado horizonte, apenas a tua ausência Que me dilacera o coração De não te ter, aqui, ao pé de mim De mãos dadas, a passear por um qualquer jardim   Escrevi os nossos nomes na areia Na esperança de te ver Qual deusa, qual ninfa, qual sereia Quimera perdida na maresia Esfumaçando dentro do meu ser De tanto te quer, assim, para mim (...)

Simples amigo

07.08.22, MM
Engulo palavras que não te consigo dizer Sentimentos aprisionados receando te perder Vagueio no vazio divagando em mensagens ocas Que até ti faço chegar em palavras loucas Mas nada faz sentido E eu aqui, perdido Insistir, desistir Continuar, partir E eu já nem sei o que estou a sentir   Queria estar contigo, agora, neste momento Deslumbrar-me no teu olhar que me apaixona Que me aprisiona Juntos abraçados sentindo a brisa do vento Corpo quente, desejo eloquente Carícias perdidas em (...)