Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Murais

11.12.23, MM
Eu queria encontrar O amor em todas as avenidas Porque os corpos já só se deleitaram Embriagados na voz rouca dos ardinas Já não há mais sedução Para conquistar um coração Vale o ouro da glória Vendido á tentação Mas isso é uma outra história Que já ninguém quer contar Vivem do amor escrito em murais Partilhado exaustivamente em redes sociais   Eu queria viver Um amor como nos contos de fadas Mas “fadar” virou esquema De qualquer pessoa pouco amada E quem não entra (...)

Ternura

31.05.23, MM
  Queria percorrer os traços do teu rosto Desvendar os histórias que ele tem para contar Mas são segredos bem guardados no teu profundo olhar   Queria serenar as razões do teu desgosto Limpar os motivos que te fizeram desencantar Mas apenas observo as pedras da calçada a chorar   Queria ler os teus lábios em fogo posto O tal fogo ardente que ficou por incendiar Mas só sinto a maresia perdida nas ondas do mar   Queria amar-te nas quentes noites de agosto Levar-te ao céu, (...)

Já tudo fiz...

28.06.22, MM
Já dei amor a quem nunca o mereceu Já sofri por quem um dia se arrependeu Já fugi de quem me amou Já esperei por quem nunca voltou   Já me afoguei em lágrimas derramadas Já desesperei por palavras trocadas Já chorei em noites estreladas Já desiludi mulheres por mim apaixonadas    Já quis fazer amor a ver o mar Já desejei-te em noites de luar Já sonhei que me podias amar Já ousei perder-me no teu olhar   Já tudo fiz sem nada realizar Mar de emoções feito de ilusões Des (...)

Pauta musical

09.06.22, MM
Solto os acordes que prendem-me à vida Dedilhados em choros de melodias teimosas São lágrimas que no coração perfuram Sentimentos perdidos de uma vida sentida Entrelaçados nas cordas de tardes chuvosas Sonidos aleatórios que no tempo perduram   Viajo nas intermitências de uma pauta musical Caminhos tortuosos que me levam à tua essência Rendo-me aos encantos do canto primordial E no despir da alma, perco a decência Que eloquência  Visões extraordinárias perpetuadas no meu olhar (...)

Incerteza

27.03.22, MM
Espreitava o telemóvel a cada momento E a tua imagem não me saía do pensamento Caixa vazia sem nenhuma notificação  Tentando perceber a verdadeira razão   O meu dia ia esmorecendo pouco a pouco E ao anoitecer já me sentia quase um louco Como seria possível teres-te esquecido de mim Dos nossos passeios pelo jardim Onde sonhava com o teu beijo envolvido em lençóis de cetim   Será que tudo foi minha ilusão  Traição perpetuada pelo meu coração  Será que sentia este amor (...)

Caminhar

06.03.22, MM
  Não insisto mais na ânsia de te procurar Segue o teu caminho, a vida faz-se a caminhar Também eu caminharei, sozinho Mas no coração, sempre te guardarei com carinho   Letras solução dentro de mim Palavras que mal consigo pronunciar São sentimentos aflitos, escondidos Frases esborratadas num qualquer banco do jardim Que nem o tempo consegue apagar E eu aqui, assim Perdido em volúpias de um toque ausente Lua minguante que nunca será crescente Sílabas que nunca (...)