Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Lua II

10.09.22, MM
Observo a lua que me guia na escuridão  E nos passos que dou, levo-te no meu pensamento  Penso em mim, penso em ti, penso em nós  Suaves melodias que guardo no coração Numa pauta escrita de sinceros sentimentos Caixa de música onde dançamos os dois a sós    Deambulo por entre os escombros da solidão Os mesmos escombros onde gostava de consumar esta paixão  De mãos dadas observando o luar E eu hipnotizado no teu olhar Desejos reprimidos que não consigo exprimir Dos teus (...)

Ainda te espero

14.08.22, MM
Ainda te espero em todas as madrugadas Despertar-te num beijo de noites suadas Abraçar-te, acarinhar-te, fazer o tempo parar Provocar-te um sorriso só para te contemplar O quanto és linda Sensualidade pura que não finda   Ainda te espero em todas as madrugadas Brisa do vento no meu corpo sedento Do teu corpo querer tocar, acariciar Viajarmos pelo mundo sem sair do lugar E aí permanecermos, no teu colo, no meu abraço entrelaçar os dedos, fazer-mos um laço Corpos fundidos num suave (...)

No meu colo

24.07.22, MM
  Senta-te no meu colo e diz que me desejas Beijo-te o pescoço enquanto latejas Viaja no meu corpo sei que o almejas Vendo-te os olhos, não quero me me vejas   Imagina, a minha mão na tua “menina” Dedos atrevidos em movimentos circulares Universo de sentidos em prazeres lunares Respiração ofegante, calor sufocante Roupa perdida, alma despida Desejo carnal, volúpia magistral E mais um beijo numa dança sensual   Não te quero desse jeito, põe-te assim, de costas para mim! Que (...)

Já tudo fiz...

28.06.22, MM
Já dei amor a quem nunca o mereceu Já sofri por quem um dia se arrependeu Já fugi de quem me amou Já esperei por quem nunca voltou   Já me afoguei em lágrimas derramadas Já desesperei por palavras trocadas Já chorei em noites estreladas Já desiludi mulheres por mim apaixonadas    Já quis fazer amor a ver o mar Já desejei-te em noites de luar Já sonhei que me podias amar Já ousei perder-me no teu olhar   Já tudo fiz sem nada realizar Mar de emoções feito de ilusões Des (...)

Pauta musical

09.06.22, MM
Solto os acordes que prendem-me à vida Dedilhados em choros de melodias teimosas São lágrimas que no coração perfuram Sentimentos perdidos de uma vida sentida Entrelaçados nas cordas de tardes chuvosas Sonidos aleatórios que no tempo perduram   Viajo nas intermitências de uma pauta musical Caminhos tortuosos que me levam à tua essência Rendo-me aos encantos do canto primordial E no despir da alma, perco a decência Que eloquência  Visões extraordinárias perpetuadas no meu olhar (...)

Espera

14.04.22, MM
Regresso novamente aos silêncios da noite Onde sei que me esperas, debruçada, deleitada  Segredos perpetuados nos lençóis imaculados Carícias ternas embaladas num doce adormecer Em corpos ardentes fundidos num único ser De amor, de paixão Abraços apertados sentindo o coração Palpitações e arritmias de desejo Lábios secos querendo ser molhados  Pela eloquência ardente de um beijo   Regresso todas as noites ao mundo encantado São sonhos e mais sonhos no meu manto imaculado Si (...)

Ela é prosa, eu sou poesia

03.04.22, MM
Ela é prosa Escrita entrelaçada numa pauta melodiosa Mundos imaginários, coisas do coração Enredos que ganham vida de forma harmoniosa Animismos ou personificação Paradoxos sem comparação Narrativas vividas no desconhecido Talvez do além E eu deslumbrado como ninguém Ela domina a arte Eu, pareço que venho de Marte Ela é prosa Eu sou poesia Brisa do mar onde tudo é fantasia Palavras tontas com que tento rimar Delineando sentimentos que não consigo ocultar Em estado puro, (...)

Incerteza

27.03.22, MM
Espreitava o telemóvel a cada momento E a tua imagem não me saía do pensamento Caixa vazia sem nenhuma notificação  Tentando perceber a verdadeira razão   O meu dia ia esmorecendo pouco a pouco E ao anoitecer já me sentia quase um louco Como seria possível teres-te esquecido de mim Dos nossos passeios pelo jardim Onde sonhava com o teu beijo envolvido em lençóis de cetim   Será que tudo foi minha ilusão  Traição perpetuada pelo meu coração  Será que sentia este amor (...)

Encantos

20.01.22, MM
Que encantos teus os meus querem encantar Folhas que caem e eu hipnotizado no teu olhar Seduzido, rendido, apenas um menino perdido Que nos teus lábios desejava-se encontrar, beijar A ti, menina, mulher, princesa, rainha Embalado em ti nesta noite que se avizinha Eu, tu, apenas nós,  seduzidos pelo luar Cama feita de areia ouvindo as ondas do amar   Que encantos meus os teus poderão encantar Banho perfumado num corpo arrepiado Mesa para dois, cozinho eu, vamos jantar Uma pausa apenas (...)

Melancolias

19.12.21, MM
Aguardo apático a chegada dos primeiros raios de sol. Sei que romperão por entre as estreitas fissuras dos estores que mantêm o meu quarto escuro, frio, na melancolia das noites vazias de essência, de vida, do amor. Tudo me parece tão previsível, tal qual um qualquer guião escrito a conta-gotas, pausado, reflexo dos eternos dias passados em tons cinzentos. Aconchego-me a um canto da minha imensa cama. “para que tanto espaço?” questiono-me impacientemente enquanto volto a (...)