Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

O coração e a razão

10.11.22, MM

 

coração vs razão cópia.jpg

Habitam em mim sentimentos que não consigo decifrar

Bichinhos carpinteiros cozinhando o meu destino

Que desatino

Palavras enredadas em teias que não consigo soletrar

Nem sílabas, nem frases, nem noites ao luar

Somente uma dor, um ardor

Inexplicável, implacável 

Que trespassa o âmago do meu ser

Sem amanhecer, sem anoitecer

E eu, só queria saber a razão

Das gaivotas fugirem da tempestade

Ai que saudades

De sentir o coração ao vento

Perdido no tempo

Voando nas asas da liberdade

Sentindo coisas sem explicação 

Que os anciãos chamam de paixão

Mas a razão, essa, diz que tudo é ilusão 

Mas que sabe ela do que se passa no coração 

Do sangue que fervilha nas veias

De sentir a epiderme a arrepiar

Não de frio, mas de prazer

Das borboletas a esvoaçar

Dos jantares à luz das candeias

Mas como pode ela saber

Se vive aprisionada no raciocínio lógico 

Lógico?

Andorinhas na primavera, castanhas no outono 

Inverno com frio de arrepiar, e o verão? Calor de escaldar

Lógico???

Eu não quero um amor lógico explicado em fórmulas matemáticas

Ou escrito nas artimanhas do destino

Quero livre arbítrio 

Eximia química, estonteante física, átomos a esvoaçar 

Coração a palpitar

Hormonas, feromonas, coisas difíceis de explicar

Exaltando os mais nobres sentimentos 

Viver o amor sem arrependimentos

E se a razão tiver razão 

E se tudo for apenas um sonho, uma ilusão 

Então não quero mais acordar

Porque eu, nasci para te amar 



2 comentários

Comentar post