Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Noite

19.11.23, MM

noite cópia.jpg

Carrego na noite densa as ânsias ancestrais

Murmúrios de uma alma em constante trepidação

Questiono o universo desta minha agitação

Mas sem solução

Viajo nas minhas lembranças imemoriais

 

Sigo os trilhos dos meus pensamentos

E em segredo vou escutando os meus lamentos

Ecos de um passado que ficou por viver

Densa maresia que ofusca o meu olhar

Serão lágrimas?

Serão gotas do mar?

Serão apenas as estrelas a chorar?

 

A noite adensa-se na sua longitude

As luzes da cidade perdem a sua inquietude

Ofuscam-se para que a minha alma possa descansar

Mas não sabem das tormentas que habitam em mim

Da tua ausência

Do teu terno sorriso

Da vontade de te beijar

De te abraçar

Mas a noite? Essa sabe...

Deste meu segredo te amar

2 comentários

Comentar post