Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Fragmento meus

04.05.21, MM

MM fragmentos meus cópia.jpg

 

A  minha vida resume-se a constantes fragmentos do que podia ter sido, excertos de um destino que nunca aconteceu. Talvez nunca tenha compreendido as mulheres… e muito provavelmente nunca as venha a compreender! Ou talvez elas nunca tenham estranhado a minha essência, julgando-me um qualquer vagabundo, saltando de coração em coração. Sempre tive a fama, sem nunca tirar o proveito! 

Muitas pessoas passaram por mim mas muito poucas ficaram, e ainda menos aquelas que tocaram no meu coração. Nunca fui de apaixonar-me a cada esquina, a cada “rabo de saia” que passava. Sempre fui tímido, o que faz que por vezes seja surpreendido com a estonteante frase: “sabes, eu já altura gostava de ti” e eu fico a pensar que nunca consegui interpretar os sinais… ou simplesmente talvez nunca tenha adquirido essa capacidade, sensibilidade…

Hoje vagueio por entre divagações e desejos proibidos. Enquanto fechava para sempre um ciclo de muitos anos, encontrei alguém que me completava, que fazia-me sorrir, despertando o melhor que há em mim. Mas a indecisão fez que tudo desmoronasse como um castelo de cartas e o que podia ter sido uma linda história de amor virou saudade dos momentos partilhados, das intermináveis mensagens, de dezenas de poemas escritos, perdidos numa qualquer rede social, e que hoje apenas decoram o meu mural de recordações. 

Vivo entre espectros de vários passados, que no entanto, lentamente, vão se afastando como se fosse portador de um qualquer vírus, de uma qualquer peste. Não consigo compreender os efeitos secundários de uma separação… “passaste a ser perigoso” e no entanto, continuo a ser a mesma pessoa, sem adicionar ou subtrair uma única palavra, um único gesto. “as circunstâncias mudaram”... circunstâncias? Perigoso? Como assim? Por causa daquilo que escrevo? Sempre referi que os poemas eram para uma pessoa específica, para alguém especial! Ou talvez seja esse o problema? não entendo porque longas amizades esfumaçaram-se do nada… penso que nunca irei entender... 

Sou como sou… por muito paradoxal que pareça ser,  não consigo sentir o vazio, nunca saberei o que é não estar apaixonado, de não ter sempre alguém que preencha o meu coração…  terei sempre o desejo de amar, de viver o amor, a paixão, de sentir o sangue a fervilhar até corar, de ouvir palpitar do coração, a esperança de ser feliz e simultaneamente fazer alguém feliz… assim sou eu… um eterno sonhador, um eterno apaixonado!

3 comentários

  • Imagem de perfil

    MM

    07.05.21

    Obrigado mesmo pelas tuas palavras! Por vezes é importante ouvir isso.
    E é realmente muito bom estar apaixonado!
    Boa sexta-feira! Beijinhos!
  • Imagem de perfil

    Di

    07.05.21

    É maravilhoso estar apaixonado.
    Obrigada, bom resto de dia.
    Beijinhos
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.