Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

Caos

06.11.21, MM

caos cópia.jpg

Na minha tempestade eu acordei o vento

E no meio da saudade eu parei o tempo

Eternizei-o numa caixa de pandora

E sem tempo, esqueci-me de viver “o agora”

 

Despertei fúrias exorcizadas em sentimentos ocos

Perdi-me em estradas de encruzilhadas tresloucadas

Gritei aos sete ventos na terra dos loucos

Palavras atormentadas em dizeres taralhoucos

 

Desmaiei sobre a terra batida, abatida, tingida

O meu corpo, a minha alma, a minha força de viver

Deixei-me consumir pelas trevas delirantes

Desafiei todos os demónios errantes

E tudo para quê? para de novo renascer, crescer

Seguir o meu caminho, fortalecer

 

Reinvento-me a cada nova batalha

Resiliências de quem vive no fio da navalha

Mas não desisto, não esmoreço, não enlouqueço

Esperanças renovadas em águas lavadas

Onde o sol brilha afogando as trevas da dor

E nas estrelas cintilantes escreverei o nossa vitória

Meu amor...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.