Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fragmentos de Miguel Moreno

recordações, paixões, aventuras de quem já viajou por todo o país... a vida é bela

a sós II

16.07.23, MM

a sós - erotismos cópia.jpg

Sais do banho com o intenso cheiro a ti

Desejo insano que me consome

De quer matar esta minha fome

De ti, de nós, num quarto a sós

Em lençóis de cetim, que festim!

 

Deambulas pelo meu imaginário

Calção curto que me consome a alma

Que tesão, que sensação

E eu já só tento raciocinar com calma

Mas os olhos não traem, não mentem

Espelham a tua libidinosidade

Devassa paixão

Que me encandeia, que me incendeia

Perfume que fica no ar

De banho acabado de tomar

Cabelos molhados 

Seios arrebitados

Transparências, envolvências

Ternuras perdidas em loucuras

De te possuir, de te quer

A ti, a nós, num quarto a sós

Explorando os sentidos

Provocando gemidos 

 

Ai se eu pudesse

Seguiria o trilho das eloquentes gotículas

Descendo pela sua espinha dorsal

Ai se tu deixasses

Fundiria os nossos corpos

Até ao êxtase final

Ai se eu não te fantasiasse

E no meu banho tu me amasses

Corpos molhados ainda sem a água cair

Desejando conjugar o verbo vir

Eu em ti, tu em mim

Num banho a sós

Velas acesas, pétalas do nosso jardim

Explorando os sentidos

Provocando gemidos